"Todas as opiniões aqui expressas são da inteira responsabilidade do autor de cada postagem, não coincidindo, necessariamente, com as posições do órgão público cujos quadros o autor integra nem de qualquer órgão do governo brasileiro".

Como prefiro estudar livros muito longos?


Olá pessoal, meu nome é Maycon Moreira, estou de volta para dar uma sugestão para o estudo de livros com grande número de páginas, como é o caso da maior parte da doutrina jurídica, sem, contudo, interromper a leitura a todo instante para realizar anotações, grifar, elaborar resumos, etc.

Contudo, antes de, propriamente, entrar neste assunto, gostaria de enfatizar que tenho plena consciência de que o estudo de qualidade é o estudo "lento", o qual devemos realizá-lo de forma "ativa", por exemplo, com a elaboração de anotações, de resumos, de mapas mentais, de flashcards, etc.

Além disso, como escrevi na postagem "Anki para Concursos e Faculdade?", a revisão é essencial para retenção do conteúdo estudado.

Entretanto, quem está nessa luta diária de estudos, sabe o quanto pode ser "lento", em face do tempo disponível, estudar um grande livro, elaborar material de revisão, revisar esse material e continuar a progredir "livro adentro".

Por isso, tenho adotado uma forma de estudo, a qual darei mais detalhes em outras postagens, para otimizar meu tempo, sem perder a oportunidade de elaborar materiais de revisão dos assuntos mais importantes e, principalmente, revisá-los.

A "legislação seca", leio e, ao mesmo tempo, elaboro flashcards para o Anki. Em breve, disponibilizarei mais alguns flashcards, gratuitamente, aqui no blog. Por ora, deixo 311 flashcards elaborados por mim, a partir da Constituição Federal,  do 1° ao artigo 5° completo, basicamente utilizando a técnica de revisão de recuperação de informações estrategicamente ocultas.


Lembrando que o Anki é gratuito para Windows e Android, para baixá-lo, clique aqui, ou visite o endereço eletrônico https://apps.ankiweb.net/.

Agora, para elaborar materiais de revisão de doutrinas, prefiro não elaborá-los, diretamente, a partir dos livros, pois, sinceramente, é muito difícil saber o que é, realmente, importante para colocar em um resumo, em uma anotação, em um flashcard, etc.

Por isso, prefiro utilizar o chamado "Estudo Reverso", falarei mais sobre o assunto em outras postagens, mas, basicamente, pego provas de concursos anteriores, e elaboro flashcards a partir das alternativas, ou, pesquiso o assunto cobrado nestas questões e elaboro meu material de revisão.

Agora, por qual motivo utilizo as provas, e não os livros, para elaborar materiais de revisão? Simples, muitos dos assuntos do livro não serão cobrados nas provas! Se eu fizesse meu material de revisão a partir dos livros, estaria revisando muita coisa que não cairia no certame desejado.

Agora, a depender do concurso, claro que é importante estudar o assunto "completo", utilizando os livros, mas, encontrei uma forma de estudá-los (quando digo estudar, a revisão tem de estar inclusa), de forma mais otimizada, leio o livro, por exemplo, até a página 100.

Quando retomo a leitura, seja no dia seguinte, ou daqui a uma semana (importante não passar muito disso), ao invés de, diretamente, ir até a página 100, "corro o olho" nas páginas anteriormente lidas, principalmente, lendo os títulos, subtítulos dos assuntos e, nos livros com assuntos já previamente destacados, também leio estes grifos, assim, faço a revisão do livro sem ter me preocupado, excessivamente, em elaborar materiais de revisão, pois, demandam tempo e sempre ficamos com aquela dúvida: Será que está faltando alguma coisa?

Em suma, para leitura de livros muito longos, leio o mais rápido que eu puder, claro, me preocupando em compreender o que foi explicado, mas, não paro mais para elaborar materiais de revisão, reviso o livro utilizando os títulos, subtítulos e destaques feitos pelo próprio autor.

Em breve, escreverei mais sobre os assuntos abordados nesta postagem, inscreva seu e-mail no blog para receber as atualizações!

Grande abraço!

Comentários

"Todas as opiniões aqui expressas são da inteira responsabilidade do autor de cada postagem, não coincidindo, necessariamente, com as posições do órgão público cujos quadros o autor integra nem de qualquer órgão do governo brasileiro".

Postagens mais visitadas deste blog

Anki para Concursos e Faculdade?

Efeito Dunning-Kruger nos Concursos e na Pandemia do novo Coronavírus